Consultoria

Sustentabilidade e Inovação: Calderon Consulting mostra que é possível unir os dois

Inovar em um mercado técnico e, muitas vezes, não valorizado é um dos desafios que a empresa de consultoria e assessoria técnica voltada para a produção de Fertilizantes Organominerais, Calderon Consulting, aceitou encarar.

A Calderon utilizou mais de 9 anos de trabalhos e pesquisas, além da experiência de quase 30 na produção de Fertilizantes e P&D de Produtos e Processos Industriais para desenvolver a nova tecnologia NPK+C, um fertilizante orgâno mineral e orgânico que não polui.

A empresa oferece serviço para implantar fábricas de fertilizantes orgânicos e organominerais, farelados ou granulados.

Para o  proprietário e detentor da primeira patente verde para produção de fertilizantes, João Calderon, um dos maiores desafios é conscientizar os clientes da importância dos produtos orgânicos.

“Empresa hoje, já com 18 anos dedicados a fertilizantes orgânicos e organo minerais, continua lutando para modificar o entendimento mundial com a intenção da melhoria da qualidade dos solos, dos alimentos e do planeta”, conta o empresário.

Para a bióloga e especialista em sustentabilidade empresarial, Hilda Caramantin, as empresas têm muito a ganhar quando unem responsabilidade ambiental e negócios. “Há soluções que podem ser não apenas ecológicas como também mais baratas”, salienta a especialista.

Hilda comenta ainda que a economia pode começar na arquitetura do ambiente de trabalho: “Se uma empresa possui um prédio que dispensa o uso o tempo todo de luz artificial, isso ajuda não só o meio ambiente como também para economizar na conta de luz.”, diz.

“Há empresas que conseguiram reduzir em mais de 30% apenas com pequenas modificações. Coisas simples como o uso de lâmpadas LED, um sistema de reaproveitamento de água e descarga com comando duplo, já rendem um bom desconto”, completa Hilda.

Iniciativas governamentais como o IPTU Verde Salvador, que concede descontos de 5% a 10% no imposto para proprietários de imóveis que adotem medidas sustentáveis, podem ser um bom incentivo para tornar uma empresa mais ecológica.

Confira na íntegra a entrevista com João Calderon:

Quando surgiu a ideia de trabalhar com adubo orgânico e orgâno mineral?

Já possuía bastante experiência na área de fertilizantes químicos, e senti a necessidade ambiental de se ter um alimento seguro, dessa forma eu desenvolvi o fertilizante orgânico e orgâno mineral, isento de compostos químicos, sem danos ambientais, pois não emite CO2 na atmosfera e o processo de produção do fertilizante é não poluente.

Como funciona o processo químico da preparação do adubo?

Não possui processo químico nem na fabricação nem na composição, pois é 100% orgânico sendo o primeiro fertilizante com patente verde no mundo.

Como é a relação da empresa com os clientes?

Relação boa, pois quem nos procura já tem a intenção da preocupação com o meio ambiente e sustentabilidade, são empresas que já possuem uma certa consciência ambiental.

Existe alguma dificuldade no mercado baiano?

É um processo inovador por isso as pessoas estão começando a conhecer e a entender a importância do processo. Aqui na Bahia os possíveis clientes estão no aguardo de financiamentos, para poder fazer as fábricas.

Como foi o processo de crescimento estrutural da empresa?

A Calderon Consulting nasceu como uma empresa de consultoria e assessoria técnica, dada a minha experiência, passei muitos anos pesquisando a área. Hoje com quase 40 anos de trabalhos com fertilizante senti a necessidade de fazer alguma coisa para modificar a forma de se fertilizar os solos preocupado com a perda do carbono e em forma de CO2.

A empresa hoje já tem 18 anos dedicados a fertilizantes orgânicos e orgâno minerais, continua lutando para modificar o entendimento mundial com a intenção da melhoria da qualidade dos solos, dos alimentos e do planeta.

Quais as maiores dificuldades da Calderon Consulting?

Falta de financiamento pelo poder público e a concorrência dos fertilizantes químicos, predominante a anos no mercado. O fertilizante químico já é estabelecido a muitos anos.

Já o Fertilizante orgânico e orgâno mineral com esta inovação causa dúvida nos agricultores, mesmo sendo aprovado pela EMBRAPA e possuindo a primeira Patente Verde Mundial.

Quais as maiores vantagens de se trabalhar com adubo orgânico mineral?

Muitas, ele devolve o carbono que iria para a atmosfera em forma de CO2 para cuidar do solos, ele influencia a melhora da qualidade dos alimentos proporcionando alimentos saudáveis para a população, ele vai diretamente de encontro com as necessidades do cuidado com o meio ambiente não emitindo CO2.

Além de ser uma fábrica extremamente rentável, gera empregos, utiliza como matéria prima todos os resíduos gerados pela agroindústria, tanto animais como vegetais ajudando a resolver problemas também ambientais das cidades.

Como a inovação no mercado (ao trabalhar com o diferencial do adubo) pode ser lucrativa para a empresa?

Pelos Royalties recebidos por ser uma patente, consultorias permanecidas pelos clientes, venda de novas fórmulas de fertilizantes, sendo resultado da Calderon Consulting ser detentor dessa patente única e inovadora no mundo.

Por: Rafaela Menezes e Gabriel Andrade

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *